domingo, 6 de janeiro de 2013

Descobertas de uma missa qualquer

Tumblr_mg7tryymg51r046cho1_500_large
weheartit
Em um domingo qualquer,saí de casa para ir à missa.Como de costume,saía de casa as 10h50.Mas justamente hoje acordei mais tarde e saí às 11h.Normal,cheguei lá e a missa já havia começado.Peguei um panfleto e avistei um conhecido.Parei por um segundo e fui me sentar,decidi ficar no fundo hoje,pelo menos hoje queria sentar na coluna da esquerda,perto de um dos últimos pilares da Igreja.Como toda missa,o padre iniciou a acolhida,coisas como os motivos de estarmos ali e tal.A maioria das pessoas chegavam atrasadas,mas não eram só elas...Geralmente eram os da terceira idade que chegavam primeiro,mas ultimamente eles têm chego mais tarde que eu.Um domingo lindo.O sol brilhando,as famílias em parques,casais caminhando na calçada de mãos dadas.E eu na missa.Não que seja um programa de índio,só uma coisa tão normal,mas me faz tão bem.

Cantos e mais cantos.Não conhecia a maioria,ficava somente observando as belas vozes que soavam os  cantos que ali ouvia.O padre iniciou o sermão - mais conhecido como homilia,na Igreja -,prestei atenção somente nos cinco primeiros segundos do que ele falava,depois disso fiquei no mundo da lua,viajando por aí.Formulava textos mentalmente,difíceis de memorizar e passar para o papel já que somente ali eu me inspirava tanto.Já me deu vontade de ir para lá e ficar pensando,pensando.Mas aí lembrei que nem todos os lugares são seguros e que eu não tenho liberdade total para sair onde eu quero.O único lugar pelo qual saio sem permissão é a Igreja,a não ser quando tenha algum evento,aí já desconfiam.Havia muita gente lá que resultaria em um ótimo livro.

Vi uma mulher,deveria ter uns 50 anos,ela me parecia ser de rua pelas vestimentas.Sentou-se e iniciou a sua reza,como qualquer outro ser humano numa Igreja em um domingo.À minha frente,um homem com camisa xadrez,calça de jeans,meia cinza e sapato marrom.Este tipo de pessoa,vai a missa sozinho ou por que é casado e quer agradecer e pedir ,ou é solteiro e quer somente cumprir seu dever como cristão.De repente,entra na Igreja um pobre idoso,encurvado.Usando apenas uma mão;carregava um cartaz uma bolsa preta debaixo do braço e mais alguns papéis.Ele caminha até a sacristia,dá os devidos respeitos ao altar e se dirige ao Presépio que fica ao lado.Ficou parado ali durante uns quinze segundos,todos olhos da Igreja estavam voltados para ele.Então ele resolve se sentar.E os curiosos -entre eles,eu- voltam seus olhos ao centro da Igreja,a Homilia que o padre fazia.

Chega de uma hora para outra,um senhor de idade.Ele cumprimenta o altar como qualquer um que ali chega.Senta-se um banco a minha frente e se ajoelha.De certo deveria estar agradecendo por ter conseguido caminhar até ali,mas ele não me parecia tão velho assim.Caminhava como qualquer um adulto,só tinha aparência de mais velho,como cabelos brancos e corpo encurvado ao caminhar.Ele vestia uma camisa branca,uma calça bege e um sapato preto.Usava um óculos com armação preta e lentes grossas,de certo tinha um grande problema para enxergar...O padre termina a Homilia e começa uma oração.Todos se levantam e oram juntos.Depois dessa longa oração,é iniciada um outro canto,eu conhecia ele,só que o ritmo estava muito lento,algumas palavras estavam diferentes,não cantei.Músicas me lembram muitas coisas e então fiquei quieta olhando para a mesma coisa desde quando cheguei : o centro da Igreja e as pessoas que ali estavam.

Acho que encontrei minha inspiração,e ela é a pessoa que tem um rosto diferente,um aspecto diferente,um jeito diferente,as pessoas me inspiram.Suas trajetórias,sua história que está em seu rosto enquanto reza para que as coisas melhorem.Acho que é isso,se não for,terei de descobrir no próximo domingo.

4 comentários:

Anonima, já que enjoa ser eu. disse...

Os padres da minha Igreja demoram muito na Homilia, um é argentiono, e vocÊ não entende a metade, e o outro fala num desanima, então eu presto atenção em uns cinco minutos, depois outro cinco nas pessoas, masi cinco minutos, e se eles falam algo em que me interesso, eu presto atnção, o que geralemnte ocorre nos últimos minutos da minha atenção. Parece que a inspiração chega nuns momentos bem ruins, e só naqueles momentos.
http://anonimajaqueenjoasereu.blogspot.com.br/

cheyenne disse...

Bem diferente o post eu so da assembleia e os meus sao pastores
Se quiser saber mais sobre mim me pergunte no ask
HTTP://ask.fm/cheyenneyasmin
Obrigado por comentat no meu blog e faz sim
Http://decora-harajuku.blogspot.com

Anonima, já que enjoa ser eu. disse...

Olá querida, tudo bem? Bom, eu aceito sim ser postadora de seu blog, só quero saber que tip ode conteúdo é para ser postado, tipo, o mesmo que eu posto lá no AJQESE, ou outro tipo de coisa?
http://anonimajaqueenjoasereu.blogspot.com.br/

Tainá H. disse...

Ameeeeeeeeeeeeeeeei !
Comenta e segue o meu tb:
nossoblogdemodaa.blogspot.com